quarta-feira, 4 de abril de 2007

Coração, a quanto obrigas...

Há épocas em que fazer exames médicos é uma necessidade e, a bem dizer da verdade, apesar de nunca ser uma tarefa simpática, alguns são mais chatos do que outros. E alguns, que pensamos que são ligeirinhos e que se fazem com uma perna às costas, resultam numa canseira fenomenal. Pois hoje foi o dia da prova de esforço, que fiz pela primeiríssima vez não tendo ficado adepta. Se já andava cansada, mais cansada fiquei J. Bem, é infinitamente menos irritante do que o meu velho conhecido Holter, não só por estar ligada menos tempo como principalmente porque, em mim, provoca menor efeito de stress. Mas é cansativo. Já sei que a ideia é mesmo essa, ser cansativo e levar-nos um pouco ao limite, ver até onde o “pan pan pan” aguenta, mas espero não ter de fazer outro tão cedo. Ah.. bendito amigo que haveria de ter nascido com o gosto ou a mania de andar aos pulos e que, de vez em quando, lá causa preocupação!!!

A escrita e os artefactos

Para quem gosta de escrever uma caneta é a extensão de si próprio e um caderno o seu reflexo. São objectos especiais e, por isso, tratados ...