terça-feira, 7 de novembro de 2006

Stand by

Estar/ficar em stand by é uma situação que me irrita sobremaneira e para a qual tenho cada vez maior intolerância. Não há mesmo paciência! Como uma ex-colega diria, e muito bem por sinal, com algum humor e muita sabedoria “É que já não há _ _ que aguente”. É verdade, Margarida, partilho inteiramente da tua opinião e quanto mais velha estou, mais te entendo e reproduzo a expressão que utilizavas há uns 4 ou 5 anos... talvez mais, já nem sei. Bom, mas filosofias e reflexões à parte, também haverá um stad by, de carácter muito temporário e passageiro, no “África de Todos os Sonhos”. Nesta altura, o trabalho não permite divagações nem passeios pela net. Mil perdões a todos os que tanto gosto de ler e a todos os que vão passando por aqui. Prometo um stand by abreviado... mais ao jeito do “see you later”!!! J

 

A escrita e os artefactos

Para quem gosta de escrever uma caneta é a extensão de si próprio e um caderno o seu reflexo. São objectos especiais e, por isso, tratados ...