sábado, 5 de agosto de 2006

AO MEU PAI

Homenagem ao Homem Mais Fantástico que algum dia conheci.

Pela generosidade;
Pela dedicação incondicional;
Pelo amor e amizade demonstrados para com Todos;
Pela confiança que sempre depositava nos Outros, acreditando que qualquer Homem, independentemente de quem fosse, tinha algo de bom no seu interior;
Pela capacidade e boa vontade permanente em ajudar.
Mas principalmente por me ter ensinado que, todos os dias, podemos fazer mais e melhor, por nós próprios e pelos outros. Porque cada dia, cada hora, cada minuto e cada segundo são irrepetíveis.

Hoje, a minha Homenagem é para uma GRANDE PESSOA, o Mais Fantástico de Todos os Homens.

A escrita e os artefactos

Para quem gosta de escrever uma caneta é a extensão de si próprio e um caderno o seu reflexo. São objectos especiais e, por isso, tratados ...