quinta-feira, 21 de junho de 2007

RECOMENDADO: Os Fidalgos


Se há representação teatral que merece ser vista e apreciada, a peça “Namanha Makbunhe está no topo das prioridades. Está muito bem representada, a encenação revela um trabalho cuidado, sério e rigoroso, os cenários são mais do que adequados e o guarda roupa e os acessórios foram escolhido com pormenor. No Teatro da Trindade assiste-se a 1h50 de intenso enredo, a partir da adaptação de Macbeth de Shaskespear à realidade guineense, transportando-nos até ao centro de uma tabanca bem perto da floresta.


“A vida é uma história contada por um parvo” onde as sombras ganham formas diferentes e a dicotomia entre o bem e o mal está presente em tudo e em quase todos os humanos. A acção é intercalada por um narrador acompanhado por um tocador de “kora” que também canta com um sorriso interminável que só os felizes conseguem fazer. E assim vamos vivendo um pouco da história que passa para além do palco porque nela conseguimos rever alguns momentos e situações.


Os FIDALGOS da Guiné-Bissau estão de parabéns pelo profissionalismo e excelente desempenho. Pena que não tenha havido uma divulgação alargada sobre este evento cultural que marca a lusofonia. Para quem tiver possibilidade de assistir a esta representação, recomendo-a fortemente: até dia 1 de Julho de 2007, às 4ª e sábado às 21h30 e domingo à tarde, no Teatro da Trindade em Lisboa. Imperdível!


A escrita e os artefactos

Para quem gosta de escrever uma caneta é a extensão de si próprio e um caderno o seu reflexo. São objectos especiais e, por isso, tratados ...