domingo, 21 de janeiro de 2007

Vida 2

E depois também havia pessoas assim cujo comportamento variava de dia para dia. Havia alturas em que era mesmo um desassossego: ora estavam bem, afáveis e cordiais, tranquilas e conversadoras, interessadas e amigas, humoradas e sorridentes; ora casmurravam e interiorizavam sabe-se lá que traumas. Nunca se sabia como agir e reagir porque o hábito era a imprevisibilidade. Conheceu e conviveu com pessoas destas anos e anos, tanto por cá como pelos diferentes lá por onde andou e, passado muito tempo, continuava a surpreender-se com a sua própria incapacidade de gerir as flutuações humorísticas alheias. A Vida tinha destas coisas...

A escrita e os artefactos

Para quem gosta de escrever uma caneta é a extensão de si próprio e um caderno o seu reflexo. São objectos especiais e, por isso, tratados ...