quarta-feira, 26 de abril de 2006

Devaneios

Não é meu hábito falar sobre figuras públicas, quaisquer que sejam e independentemente do campo por onde se movam, até porque chateia-me o vedetismo e o convencimento que, na generalidade, daqui decorre. Mas hoje sinto-me na obrigação de recomendar a este senhor que viaje até Lisboa e que venha experimentar o seu prato preferido. É absolutamente meu dever enquanto apreciadora do seu trabalho, sei lá eu... É que é inacreditável que ele não saiba que eu faço um Bacalhau à Brás muitíssimo apreciado por todos os que já o provaram. Esta é uma feliz coincidência!!! Eu sei fazer o prato preferido dele e... ao que consta bem!!! Por isso Geroge, estás convidado! Escusas de comer este tipo de pratos em Nova Iorque, onde por melhor que seja o restaurante nunca será tão bem confeccionado como o que se come neste lado do Atlântico. Podes aproveitar e fazer a viagem com a Mana, já que a vou buscar ao aeroporto e assim espero pelos dois...

A escrita e os artefactos

Para quem gosta de escrever uma caneta é a extensão de si próprio e um caderno o seu reflexo. São objectos especiais e, por isso, tratados ...