quarta-feira, 5 de janeiro de 2005

Lembranças

E todas aquelas fotografias tinham um efeito melancolicamente positivo sobre ela, faziam-na reviver momentos únicos, de alegria e de esperança, alguns menos bons, maus até, mas que foram sempre sucedidos de novas alegrias e que, por isso, ela relativizava. Procurava, a todo o instante, valorizar o tempo bem passado, com companhias agradáveis, rodeada de natureza, fosse praia ou floresta. O que contava para ela era que as paisagens intensas lhe transmitiam paz e tranquilidade, revitalizavam-na e permitiam que os melhores sentimentos emergissem. Ela procurou, tanto para trabalho como para ocupar os tempos livres, ambientes de tal forma preservados que se revelavam inspiradores. Acabou por associar os dois tipos de actividades, no trabalho fazer o que gostava, junto dos animais e das plantas.

A escrita e os artefactos

Para quem gosta de escrever uma caneta é a extensão de si próprio e um caderno o seu reflexo. São objectos especiais e, por isso, tratados ...