domingo, 19 de setembro de 2004

Quero...

Quero... um dia...
... viver a vida devagar, um dia atrás do outro, nem que seja uma única vez...
... ter noção dos passos que dou, para não me arrepender uma e outra e tantas vezes,
... como antes.
... ter certezas do que quero e do que não quero.
... contar contigo sempre e não só de vez em quando.
... sorrir e rir sem constrangimentos ou receios.
... olhar o mar e ver o pôr do sol e sentir a tranquilidade que a visão me dá.
... acreditar que algo de bom pode acontecer e que a lei de murphy é só uma convenção péssimista. E... e... e...
Quero tanto... já sei, quase tudo... talvez demais...


A escrita e os artefactos

Para quem gosta de escrever uma caneta é a extensão de si próprio e um caderno o seu reflexo. São objectos especiais e, por isso, tratados ...