quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Inspiração...

A minha última estadia em São Tomé foi profundamente inspiradora, aliás como sempre. As ilhas têm um efeito em mim que resulta numa percepção diferenciada do tempo com valorização dos momentos vividos. Não sei se com os outros se passa o mesmo, ainda não percebi. Mas, na verdade, tenho a sensação de que por lá vivo de uma forma mais intensa e com um sentido mais positivo.  

Habitualmente escrevo muito quando estou em São Tomé e este blog começou, em parte, por ser o resultado desse misto de inspiração com vivências intensas. Desta vez, escrevi menos. Involuntariamente e sem grande consciência... A inspiração acompanhou-me na mesma mas retive-a numa espécie de contenção que nem sempre é positiva. 
Alguém disse-me um dia que quando se escreve menos vive-se mais. Quem me disse isso foi uma pessoa que habitualmente não gosto de recordar mas tenho de reconhecer que até tinha razão quando me dizia isso com ar supostamente sábio (supostamente porque não era uma pessoa muito credível...). 
A semana passou rápido, as actividades multiplicaram-se e os tempos para a escrita escassearam. Quem sabe se com uma espécie de inspiração distanciada não retomo a abertura de alma de anos anteriores pelos canais da blogosfera...

A escrita e os artefactos

Para quem gosta de escrever uma caneta é a extensão de si próprio e um caderno o seu reflexo. São objectos especiais e, por isso, tratados ...