domingo, 30 de outubro de 2011

"A pessoa mentiu" ou apenas seremos pacóvios?


Pensar no que nos tem estado a acontecer neste Portugalzinho, que em tempos idos foi uma grande Nação, faz-me lembrar um episódio real. Há uns anos, num país africano que não vale a pena aqui e agora identificar, o então Presidente da República referia-se à Primeira-Ministra da época de forma desagradada com a seguinte frase: "a pessoa mentiu". Nunca chegou a referir o nome dela, apenas a mencionando como "a pessoa", fazendo pensar a quem ouvia que nem disso era merecedora. Na altura foi tema de conversa sem fim, explorado até à exaustão, porque a comunicação social publicitou a frase repetindo-a vezes sem conta e de forma legitimada, já que também ele reforçara a ideia por diversas vezes e sempre que era interpelado para comentar um determinado tema. A frase ficou-me na memória e sempre que me vou lembrando da expressão facial do dito senhor, em parte revoltada, em parte incrédula, dou comigo a sorrir. Hoje, ao ver as notícias, e tendo a campanha eleitoral ainda tão presente, dá-me vontade de repetir sem parar, para não me esquecer nunca mais: "a pessoa mentiu"!!!!. É que o que é pior de tudo aquilo que nos está a acontecer é que, efectivamente, "a pessoa mentiu"!!!! Pior, muito pior: quanto mais vamos andando para trás no tempo mais somos obrigados a despersonalizar as figuras e, apesar de tudo, a frase permanece: "a pessoa mentiu"!!!! Porque na verdade a pessoa não é uma mas muitas mais e não foi só uma que mentiu mas uma infinidade delas. E depois? Depois temos de reconhecer que não somos um povo de brandos costumes nem vivemos conformados com a nossa própria (des)sorte. Somos é uns pacóvios do pior!

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Inscrições para o Congresso Internacional "As tendências Internacionais e a posição de Portugal"



Aproximam-se as datas do I Congresso Internacional do OBSERVARE. Toda a informação está disponível em http://observare.ual.pt/conference. Aí se pode ver:
 O programa pormenorizado (com relevo para as oito conferências em plenário, das quais uma só agora anunciada – a de Giuseppe Ammendola da New York University);
       O conjunto das parcerias académicas e dos patrocinadores;
As secções em pormenor (um total de 86 comunicações científicas);
A lista dos congressistas inscritos (com participantes vindos da Alemanha, da Argentina, do Brasil, de Espanha, dos Estados Unidos, da Finlândia e da Noruega).
Recordamos que as inscrições ainda estão em aberto até ao limite da capacidade das salas disponíveis. Basta preencher o formulário on line ou inscrever-se directamente na recepção do congresso.

The date of the 1st OBSERVARE International Conference is fast approaching. All information available at http://observare.ual.pt/conference, where you will be able to find out more about the following:
The detailed programme (with emphasis on the eight plenary conferences, one of which has now been announced – by Giuseppe Ammendola from New York University);
The number of academic partners and sponsors;
The sections in detail (a total of 86 scientific papers);
The list of registered delegates (with participants from Germany, Argentina, Brazil, Spain, USA, Finland and Norway).
We take the opportunity to remind you that registration is still open up to the capacity of the rooms. Simply fill out the online form or register directly at the reception of the Conference.

A escrita e os artefactos

Para quem gosta de escrever uma caneta é a extensão de si próprio e um caderno o seu reflexo. São objectos especiais e, por isso, tratados ...