segunda-feira, 7 de julho de 2008

Planos

E foi preciso passar para lá dos quarenta para tomar consciência de que não vale a pena fazer planos. A vida baralha e dá de novo, muda-nos as voltas, altera-nos os desejos e obriga-nos a repensar as prioridades. C'est tout a fait comme ça... E agora quando me dizem que planear é preciso, só me dá mesmo é vontade de rir!!!

A escrita e os artefactos

Para quem gosta de escrever uma caneta é a extensão de si próprio e um caderno o seu reflexo. São objectos especiais e, por isso, tratados ...