segunda-feira, 9 de junho de 2008

Perante a adversidade

A adversidade torna-nos fortes porque põe à prova a nossa capacidade de resistência, de tolerância, de aceitação e de combate. Não é preciso "ter ido à tropa" para nos sentirmos guerreiros de quando em vez. Não é preciso usar armas brancas ou de fogo porque a nossa maior arma é a não entrega, não nos deixarmos abater e não nos conformarmos alegando a má sorte, esse malfadado destino. O futuro é construído por nós mesmos e a capacidade de ultrapassar as dificuldades vem de dentro com a força de um vulcão em erupção!

A escrita e os artefactos

Para quem gosta de escrever uma caneta é a extensão de si próprio e um caderno o seu reflexo. São objectos especiais e, por isso, tratados ...