quarta-feira, 4 de junho de 2008

Como passaste o dia de anos?

Tranquilamente, a sentir o tempo passar bem devagarinho. A apreciar a brisa da tarde que me refrescou a cara e os pensamentos. Foi um dia como deve ser sempre que se faz anos. Como ritual que é, de passagem neste caso. Mais um repetido ciclicamente em cada início de Junho, vivido como gosto, devagar para usufruir não apenas de cada hora mas de todos os segundos que o relógio permite...

A escrita e os artefactos

Para quem gosta de escrever uma caneta é a extensão de si próprio e um caderno o seu reflexo. São objectos especiais e, por isso, tratados ...