segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

5 Filmes da Minha Vida

A Pitucha escolheu-me como vítima para identificar os filmes da minha vida. Não sei se os posso qualificar desta forma porque há certamente outros que me marcaram muito. Mas como só posso escolher 5 aqui vão, sem qualquer ordem de preferência:
1. Ana e o Rei - porque me lembra uma fase terna e cheia de sonhos vivida durante a infância, altura em que qualquer história tinha inevitavelmente um final feliz. Esta foi uma história para a vida porque me ensinou que o amor é um sentimento que tem de ser alimentado.
2. África Minha - porque nos conta na primeira pessoa uma história de emoções, paixões e desilusões, vividas em África. Talvez só lá fosse possível... Foi um filme que assisti pela primeira vez na minha adolescência e que me marcou para a vida.
3. O Capitão Corelli - porque, uma vez mais, há sentimentos que só são devidamente avaliados e apreciados em momentos críticos, quando o mundo está a desabar à frente dos nossos olhos sem que possamos alterar o rumo dos acontecimentos.
4. As Pontes de Madison County - porque nem sempre o "ter um final feliz" tem o significado que lhe queremos atribuir, por vezes quer simplesmente dizer "é como tem de ser".
5. O Último Samurai - porque traduz de forma impar as diferenças culturais e a capacidade que temos de as ultrapassar por uma boa causa.

E agora resta-me nomear outros, tarefa difícil e mais do que ingrata: ÁGUA LISA, CHUINGA, DIGITALIS, L&E, 2+2=5

A escrita e os artefactos

Para quem gosta de escrever uma caneta é a extensão de si próprio e um caderno o seu reflexo. São objectos especiais e, por isso, tratados ...