sexta-feira, 17 de agosto de 2007

Porque eu mereço!

É inegável que para uma qualquer mulher, eu incluída, há um prazer irrecusável, insubstituível em determinadas fases da vida, e irresistível: ir às compras. Ver montras pode ser até terapêutico e comprar qualquer coisa que nos fique bem, ou que achamos que sim, faz-nos sentir melhor, outras, renovadas e rejuvenescidas. É bom, o que é que se pode fazer? E hoje foi o meu dia. Vi montras, passeei, fiz compras qb e descontraí-me. Cheguei a casa e tomei um longo banho. Estou infinitamente tranquila... vou jantar e ver um filme. Hoje o dia é por minha conta!!! Publicidade à parte, já estou como os anúncios da L’Oreal... PORQUE EU MEREÇO!   

A escrita e os artefactos

Para quem gosta de escrever uma caneta é a extensão de si próprio e um caderno o seu reflexo. São objectos especiais e, por isso, tratados ...