domingo, 6 de maio de 2007

Hoje...

poderia versejar, cantar e dançar sem parar. Hoje estou feliz. Muito!!! E os músculos faciais começam a ressentir-se. Não consigo tirar o sorriso infinito que me acompanha e que certamente vai deixar mais umas pequenas rídulas e rugas, sinais de grandes e profundos sentimentos de uma vida repleta de emoções. Hoje estou mais do que feliz, aliás assim estou desde há uns dias. Mais projectos, mais etapas ganhas, mais certezas. Olhar para mim nesta altura é rever dias de grande felicidade!!!

 

A escrita e os artefactos

Para quem gosta de escrever uma caneta é a extensão de si próprio e um caderno o seu reflexo. São objectos especiais e, por isso, tratados ...