domingo, 11 de março de 2007

Revitalização

Ou não fosse eu uma moça nascida e criada em frente do mar. Uma grande parte dos melhores momentos da minha vida passei-a a contemplá-lo, ou a ser observada por ele. O mar está tão presente em mim que nutro por ele um respeito infinito. E, como tenho andado incompreensivelmente derreada, ontem, dia de compras semanais, lá fui até Sesimbra, a "terra da minha infância", como gosto de lhe chamar. O mar estava tranquilo, como quase sempre e tal como o telemóvel permitiu registar, e o calor morno adoçou-me a alma reconfortando-me o coração. Momentos destes são sempre bem vindos porque de grande revitalização. A próxima semana avizinha-se trabalhosa e eu cheia de energia para a receber!!!! :-)

A escrita e os artefactos

Para quem gosta de escrever uma caneta é a extensão de si próprio e um caderno o seu reflexo. São objectos especiais e, por isso, tratados ...