sexta-feira, 24 de novembro de 2006

Novas espécies em São Tomé e Príncipe



"Peter Wirtz, investigador do Centro de Ciências do Mar do Algarve (CCMAR), foi um dos investigadores que integrou a expedição da National Geographic Society a São Tomé e Princípe, durante a qual foram detectadas 60 espécies nunca antes identificadas naquela zona geográfica.
A expedição em Fevereiro deste ano permitiu ainda concluir que de entre estas 60 espécies, dez nunca haviam sido classificadas, pelo que representam uma grande descoberta para a Ciência (ver foto abaixo). Os cientistas chamaram à área de São Tomé e Príncipe um dos “hot spots” da diversidade marinha do mundo, ainda mal explorado.
De entre as novas espécies descobertas destaca-se um peixe góbio, pertencente a um novo género, que vive em associação com uma espécie de camarão.
Desta equipa de investigadores fizeram ainda parte quatro biólogos brasileiros e dois norte-americanos. Os resultados da descoberta foram submetidos à revista científica Zootaxa, de renome internacional.”

A escrita e os artefactos

Para quem gosta de escrever uma caneta é a extensão de si próprio e um caderno o seu reflexo. São objectos especiais e, por isso, tratados ...