domingo, 29 de outubro de 2006

Turbilhão de sensações

É bom sentir algo de novo, algo de velho, qualquer coisa quente dentro de nós. É doce, terno, morno, aconchegante, calmante, mas também excitante... Querer pensar e não conseguir. Rir e chorar, ao mesmo tempo. Sentir e deixar ir, deslizar, deixar-nos levar pela onda da emoção. Atração? Pode ser, ou talvez não...

A escrita e os artefactos

Para quem gosta de escrever uma caneta é a extensão de si próprio e um caderno o seu reflexo. São objectos especiais e, por isso, tratados ...