segunda-feira, 15 de maio de 2006

Viver... nem sempre é fácil!

E o pior mesmo é quando os mal entendidos são de ordem profissional. Os emocionais são fáceis de resolver porque os afectos acabam, na maioria dos casos por dar conta da situação e aliviar o desconforto. Agora quando se trata de problemas profissionais, que afectam toda uma vida, os afectos, por mais que se queira, não ajudam e muito menos resolvem. Neste foro, os ódios de estimação agudizam, as invejas aparecem à tona, tornando-se tão evidentes e só dá mesmo vontade de desatar ao estalo para que, os que estão em estado de levitação a deitar faíscas em direcção às cabecinhas dos humanos com o objectivo de lhes queimar os fusíveis provocando um curto cicuito, deixem de repente de receber corrente e caiam estatelados no chão. Não é para se magoarem. Não, isso nunca. Apenas para se assustarem e retirarem uma lição de toda a brincadeira – não chateies os outros se não queres que eles te chateiem a ti! E mesmo assim, pelas caras, alguns seriam sempre reincidentes. Safa, há mesmo que ter uma paciência infinita para se aturar uma certa corja de gente!!! Principalmente quando a única razão que os move em acções carregadas de maldade é simplesmente não lhes termos feito nada... Definitivamente, viver nem sempre é fácil...!!!

A escrita e os artefactos

Para quem gosta de escrever uma caneta é a extensão de si próprio e um caderno o seu reflexo. São objectos especiais e, por isso, tratados ...