sábado, 27 de maio de 2006

Rock in Rio

Não sou fã de concertos porque há muita confusão e, muitas vezes, o som é de má qualidade. Pode parecer imperdoável mas nunca fui ao Rock in Rio. Ontem não resisti a ver a actuação da Shakira na abertura. Só que pela televisão e confortavelmente sentada no sofá :-) e tenho de confessar que gostei. Gostei da voz, da simplicidade, das ligeiras variações no visual utilizando sempre a mesma roupa, da imagem dela a actuar descalça e ao natural, ou seja sem maquilhagem, de forma despretensiosa e sem vedetismo, da proximidade e do contacto com o público no final, de comunicar em português e da dança, claro. Ela mexe as ancas como toda a mulher que se preza gostaria de fazer, com um movimento ritmado e de grande sensualidade. Aliás, não são só as ancas, são os braços, as mãos, o tronco, o peito. Quando se começa a movimentar move-se de uma forma ondulante e sem parar de cantar, sempre com a mesma voz, emitindo sons igualmente ondulantes e alternando o tom com grande facilidade. Conclusão: gostei de ver o concerto, recostada no sofá da minha sala.

 

A escrita e os artefactos

Para quem gosta de escrever uma caneta é a extensão de si próprio e um caderno o seu reflexo. São objectos especiais e, por isso, tratados ...