terça-feira, 21 de março de 2006

Regresso Antecipado

Regressei a Portugal. Estou aquilo a que se pode chamar de “abananada”, confusa, intranquila, resultado da ansiedade vivida nos últimos dias. Tenho muito para contar até porque escrevi bastante nestes dias. Dia a dia, quase na lógica de um diário. Foi uma experiência muitíssimo forte. Intensa em todos os sentidos possíveis de imaginar. Conheci pessoas de grande riqueza interior, que convivem calmamente com situações de intranquilidade por as considerarem normais. E vivi momentos de apreensão (para não dizer medo). Vim cansada, não fisicamente mas sim psicologicamente, e muito sensível no que toca às emoções, reconheço. Voltarei para falar de vivências num local onde qualquer coisa pode acontecer, principalmente quando não estamos preparados e não contamos com ela.

A escrita e os artefactos

Para quem gosta de escrever uma caneta é a extensão de si próprio e um caderno o seu reflexo. São objectos especiais e, por isso, tratados ...