quinta-feira, 22 de dezembro de 2005

Crianças

A presença das crianças dá-nos vida e faz-nos renascer, revitaliza-nos nos momentos menos bons e dá-nos uma energia que, muitas vezes, pensávamos perdida. Há uns dias o meu sobrinho convidou um amiguinho, supostamente calmo e pouco dado a grandes exteriorizações de alegria, para brincar aqui em casa. Quando dei por mim, estava a fazer ora de gorila, ora de tigre, ora de engenheira na construção com legos, ora a correr e a esconder-me dos dois que gritavam “VAMOS DAR CABO DELA!”. Não tive paramento, chegando ao final da tarde com a sensação de ter passado uma semana inteira no ginásio, sem direito a pausas para descansar ou dormir. Mas a melhor parte foi sentir-me tranquila. Hoje vou ao cinema com os dois e já estou a prever uma nova sessão de animação... elevada ao quadrado!!!

A escrita e os artefactos

Para quem gosta de escrever uma caneta é a extensão de si próprio e um caderno o seu reflexo. São objectos especiais e, por isso, tratados ...