sexta-feira, 7 de outubro de 2005

Intuição...? Não Obrigada!

Sempre ouvi dizer que a intuição é uma vantagem e que são sortudos todos os que nasceram com esta característica. E mais, quando me falam em pessoas intuitivas, referem-no com uma pontinha de inveja e alguma mágoa por terem nascido sem esse suposto dom magnífico, que as ajudaria a compreender antecipadamente algumas situações e a precaverem-se contra os malefícios de certos olhares e acções.

Para ser franca, nunca entendi muito bem a ansiedade pela aquisição de uma gotinha de intuição. Na verdade, a intuição não dá felicidade a ninguém, muito antes pelo contrário. Antecipa o sofrimento e a tristeza em 90% dos casos porque normalmente só se pressente o que não é bom. E isso não é uma vantagem. É sim uma garantia de desassossego, de desconforto, de desconfiança, e de outros des que só contribuem para uma vida menos facilitada. Pois eu vos garanto, se pudesse escolher e me perguntassem, responderia sem pestanejar: Intuição...?! NÃO, OBRIGADA!

A escrita e os artefactos

Para quem gosta de escrever uma caneta é a extensão de si próprio e um caderno o seu reflexo. São objectos especiais e, por isso, tratados ...