quinta-feira, 25 de agosto de 2005

INTO AFRICA

Estou encantada. Tive acesso à documentação disponibilizada pela INTO AFRICA aos participantes de uma viagem à África do Sul, passando por Moçambique. Simplesmente deslumbrante. Além da viagem ser muito promissora em experiências inesquecíveis e em paisagens de sonho, a agência disponibiliza a cada participante informação útil, prática e bem apresentada, sintética qb e muito apelativa em imagens, com contactos detalhados e muito claros.

Claro que, quando cheguei a casa, vim a correr consultar o site e é tão sugestivo que, apesar de não fazer parte do grupo que vai viajar, também me senti imediatamente transportada até à savana africana no seu melhor, recheada de animais selvagens e oferecendo a possibilidade de, quem quiser, desenvolver actividades inesquecíveis como voos de balão e de ultraleve. Como é bom sonhar...

E o melhor de tudo, ou que me deslumbrou ainda mais, foi perceber que esta é uma agência de uma moçambicana – Irene Grilo – que não procura apenas vender produtos, de forma indiferenciada e massificada, como há tantas por aí. Ela especializou-se no turismo de observação e ecológico, procurando oferecer um serviço o mais personalizado possível. Em todo o lado – site e documentação personalizada em papel, com o nome do participante incluído – há evidentes preocupações ambientais, contendo referências permanentes à preservação do meio natural, à protecção de espécies e ao não consumo (compra) de objectos transformados, tais como peles de animais e tartaruga. Fiquei deslumbrada!!!

A escrita e os artefactos

Para quem gosta de escrever uma caneta é a extensão de si próprio e um caderno o seu reflexo. São objectos especiais e, por isso, tratados ...