domingo, 24 de julho de 2005

Um futuro para Bissau

Hoje é dia grande na Guiné Bissau. Dia de esperança no futuro, na estabilidade e na paz, no respeito e na democracia. O mundo devia pôr os olhos naquela pequena nação que se caracteriza pelas diversidades e que está a aprender, devagar devagarinho, a respeitar as diferenças com o espírito sabedor da tradição. Um exemplo unicamente descrito pelo Jorge Neto em Africanidades, ilustrado com fotografias. Das eleições de hoje um dos dois vencerá, Sanhá ou Nino Vieira. O desejo é que, no rescaldo dos resultados, o respeito permaneça e que, apesar dos dois desejarem vencer, o que não puder sair vencedor saiba perder. Pela democracia e pelo futuro de um dos povos mais encantadores de África.

A escrita e os artefactos

Para quem gosta de escrever uma caneta é a extensão de si próprio e um caderno o seu reflexo. São objectos especiais e, por isso, tratados ...