quinta-feira, 21 de julho de 2005

Mais um dia negro na História Mundial

Acabei de ver na televisão que novos incidentes de natureza criminal e terrorista ocorreram em Londres e, mais uma vez, os alvos são civis, ou melhor pessoas como todos nós: anónimas; indiferenciadas; comuns; que se deslocam através dos transportes públicos para todo o lado. Pessoas que procuram apenas viver.

Mais uma vez trata-se de um acto inqualificável de criação e multiplicação da instabilidade, contra a segurança humana, o bem estar e o convívio pacífico e equilibrado entre povos de origens diferentes. Acções que incentivam os desencontros culturais criando mal estar e que, com o tempo, levarão ao aumento do racismo e da xenofobia.

Pior que tudo, mais uma vez, quem promove acções desta natureza não tem amor à própria vida nem respeito pela vida dos outros... e isto diz tudo. Não se trata de lutar por uma causa mas antes de educação para a vida ou para a morte que, nestes casos, se processam de forma fanática e doentia.

Hoje foi mais um dia negro na História Mundial.

A escrita e os artefactos

Para quem gosta de escrever uma caneta é a extensão de si próprio e um caderno o seu reflexo. São objectos especiais e, por isso, tratados ...