sexta-feira, 22 de abril de 2005

Inspiração

"Onde vais tu buscar inspiração para escreveres tanto?" - perguntou-lhe um amigo que, apesar de não estar explicitamente identificado, se revia numa grande parte dos textos, que ela insistia em partilhar com o Mundo.
Ela sorriu e respondeu-lhe com um ar vago: "É a vida que me inspira" - Ela não podia e não queria admitir, muito menos para ele, que a grande e verdadeira fonte de criatividade estava ali mesmo à sua frente, a olhar para ela e a inspirá-la uma vez mais. Se os sentimentos estavam ainda à flor da pele e não era suposto falar deles, ela não falaria.

A escrita e os artefactos

Para quem gosta de escrever uma caneta é a extensão de si próprio e um caderno o seu reflexo. São objectos especiais e, por isso, tratados ...