segunda-feira, 20 de dezembro de 2004

Imaturo desagrado

Há um tempo atrás ter-te-ia perguntado, com o ar ofendido que só as crianças sabem expressar quando as fazem desacreditar por fim que as estrelas não são estrelas, porque me continuas a chamar imatura. Hoje percebi que devo ter crescido de repente porque não consegui traduzir-te numa expressão o meu desencantamento e também não tive vontade de fazer a pergunta. Mas desiludiste-me... sobretudo porque não percebi a razão!

A escrita e os artefactos

Para quem gosta de escrever uma caneta é a extensão de si próprio e um caderno o seu reflexo. São objectos especiais e, por isso, tratados ...