quinta-feira, 2 de setembro de 2004

O som das ondas

O som das ondas imita o sussurrar dos amantes que não o são, que tentam ser algo que não conseguem. Precisam de amor como de ar para respirar e vão, de tentativa em tentativa, na busca de uma entrega total, que nunca chega a ser porque não pode ser assim, não é esse o seu destino. Ao contrário dos amantes, a praia é e permanece numa conjugação perfeita de elementos que se entregam uns aos outros numa simbiose total, sem desafinações transmitindo a imagem da sintonia natural.

A escrita e os artefactos

Para quem gosta de escrever uma caneta é a extensão de si próprio e um caderno o seu reflexo. São objectos especiais e, por isso, tratados ...